Era uma vez na América

A “leitura” das novas dinâmicas protagonizadas num país que se reinventa em cada momento para se ajustar à evolução dos tempos é um exercício central na abordagem sustentada do novo paradigma que se pretende para a Agenda de Lisboa na Europa e no nosso país.

Barak Obama, Hillary Clinton ou John Maccain têm sobre si a responsabilidade de desenvolver uma estratégia sobre a nova dimensão da leitura social possível de fazer numa América de contrastes em contraponto a uma Europa que não consegue “agarrar” a velocidade da diferença competitiva. Como Alexis de Tocqueville fez na sua decoberta do novo mundo, importa saber fazer a avaliação a todo o tempo das dinâmicas em curso e relevar uma prática operacional efectiva de “cumplicidade estratégica” na colaboração em conjunto tendo em vista o objectivo dum desenvolvimento sustentado estruturante. (JN)

About João Monge Ferreira

Desejo que cada uma das pessoas empreendedoras que estão dentro de empregos desalinhados com os seus talentos, conquistem a liberdade para abrirem seus próprios negócios.

Posted on 2008/03/10, in A Voz do Guerreiro, Literacia financeira em Portugal and tagged , , , . Bookmark the permalink. 1 Comentário.

  1. That is very important section. You are possibly that a good broker. Thanks.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: